Review The Originals 1x05: Sinners and Saints

 "Isso se trata de família."        
                                  

Todos têm a capacidade para o bem e para o mal, e essas metades de identidade batalham no interior de cada um, prevalecendo em um momento ou outro. Conforme Camille defendera no episódio anterior, as pessoas querem ser boas, porém algo as torna ruins. Sendo assim, qual o ponto da trajetória onde isso acontece? Este pode surgir da vingança contra aqueles que o enganaram e perseguiram como Davina. E até a inocência ou falta de fé pode nos levar a lugares sombrios, como fora para Sophie. Em Sinners and Saints somos levados a uma trama na qual não existem heróis ou vilões, e que esses são apenas arquétipos que objetivam deixar a narrativa mais didática. Na vida, as coisas são mais complexas e tudo depende de um ponto de vista ou percepção dos fatos.

Em toda mitologia das sagas de Julie Plec, sempre ficou claro que a magia das bruxas corresponde a algo de família. Um legado repassado por meio de uma linhagem. Neste contexto, nada mais coerente que as bruxas de tempos em tempos façam oferendas ou sacrifícios para a sua fonte de poder: seus ancestrais. Em The Vampire Diaries, o sacrifício humano foi pouco explorado sendo utilizado apenas no feitiço de Klaus. Por isso é interessante ver a magia tender para um lado mais sombrio, em que o sangue é derramado em barganha para que o poder seja mantido. Dessa forma, todo o ritual da Colheita se mostra muito encaixado com a realidade dos fatos e tem seu mérito por explicar todos os arcos abertos desde o piloto.


Davina é sem dúvida o grande destaque do show. Salva por Marcel no momento em que seria sacrificada, sua fonte de poder advém de suas irmãs mortas que não tiveram a mesma sorte. Agora o ritual precisa ser concluído antes que as bruxas percam seus poderes ou a jovem perca o controle de suas habilidades. Ela possui muita energia correndo por seu corpo e mais cedo ou mais tarde isto irá eclodir. Sua aliança com Marcel surge como uma forte de segurança contra o coven que tentara lhe matar, e agora ela se vê disposta a ir até o fim por essa vingança.

Sophie surge neste plano como uma bruxa ameaçadora devido a sua obstinação a corrigir o estrago que ela causara ao impedir a Colheita. Sua falta de fé a fizeram duvidar e ir de encontro às anciãs para salvar as jovens. Agora, ela carrega a culpa por ter se envolvido com Marcel e ter contribuído para a morte de sua sobrinha e irmã. Sua tentativa de redenção é a única coisa que a faz prosseguir, e a morte de Davina é a única maneira de alcançar isso. Porém, duvido que essa conclusão traga qualquer uma das jovens de volta a vida, afinal um sacrifício é abrir mão definitivamente.

Um fato interessante é a inclusão de novos grupos nessa guerra entre vampiros e bruxas. O padre Kiernan deixa claro representar os humanos e que não apoiará atitudes violentas de nenhum dos lados. Ter essa representação na trama seria sem dúvida algo instigante, principalmente se fosse encabeçada por Camille. Pois, agora sabemos que as bruxas foram responsáveis pela indução do irmão desta no caso do massacre da igreja. Algo orquestrado com o objetivo de distrair o padre enquanto aquelas planejavam a Colheita.

Já os lobos estão presentes nos arredores da cidade, e a alcatéia pode surgir em breve para revelar o passado de Hayley. Esta inclusive continua rendendo uma excelente parceria com Rebekah, que já deixou claro ser sua BFF amiga. Além disso, com a volta de Elijah, um possível romance entre eles surge e é notório o quanto dois funcionam como casal. Enquanto isso, Klaus finalmente confrontou Marcel e mostrou quem é o vampiro poderoso, mesmo com apenas um golpe. Finalmente.

                                     

Uma incoerência no episódio é que as bruxas não se defendem do ataque vampiro durante a Colheita. Elas poderiam fazê-los queimar ou impedi-los, mas não reagem usando magia. Outra coisa inquietante é o fato do irmão gêmeo de Camille parecer bem mais novo do que ela.

Apesar do inicio controverso, o spin-off de TVD tem conseguido consistência em seus episódios. Algo extremamente positivo em uma série iniciante e derivada. O problema, se é que pode ser considerado um problema, é que o enredo tem se sustentado basicamente em torno de Davina e a gravidez de Hayley. Dos originais até agora tivemos pouca coisa, e enquanto Elijah passou vários episódios no caixão, Rebekah só faz sambar entre uma cena e outra.

Conforme revelado, o bebê de Hayley trará a destruição das bruxas. Diante disso, a vida da garota não estará segura a partir de agora.


0 comentários:

Postar um comentário