Vem aí Dupla Identidade, a nova série da rede Globo



Tendo finalizada a produção de O caçador, a Globo agora já se prepara para a exibição de Dupla Identidade, seriado policial de autoria da controversa Glória Perez (O clone, Salve Jorge) e que tentará segurar o público de séries da emissora. A proposta principal se baseia na tentativa de captura de um serial killer, que vive uma dupla identidade, em um momento pacato e banal e no outro alguém que tortura suas vítimas com as próprias mãos. Algo não muito excepcional para o público americano, mas não muito rotineiro nas produções brasileiras.

O criminoso Edu será vivido por Bruno Gagliasso (Joia Rara), famoso pelos inúmeros mocinhos em novelas. Seu par direto será interpretado por Débora Falabella (Avenida Brasil) que viverá Ray, uma moça ingênua que se deixa envolver por Edu e se negará a enxergar os sinais de má índole do moço. Completam o elenco principal os atores Luana Piovani (Guerra dos Sexos) e Marcello Novais (Além do Horizonte) que compõe o núcleo policial que tentará capturar o assassino.

Sem dúvida, a trama traz alguns desafios. O principal deles é imprimir uma tensão psicológica que envolva o telespectador e retrate as motivações do personagem central, pois caso isso não seja trabalhado o assassino tende a parecer caricato. Porém, a autora já demostrou ser capaz desse tipo de abordagem em temas como drogas (O clone), esquizofrenia (Caminho das Índias) e o psicopatia (Caminho das Índias). A segunda ressalva é relação a construção dos personagens, tendo em vista que Glória Perez possui uma tendência em retratar mocinhas sofredoras e burras e protagonistas masculinos perfeitos.


Com direção de Mauro Mendonça Filho e Gláucio Gomes, Dupla identidade ainda não tem dada de estreia, mas as previsões apontam para que em setembro a série chegue à grade da emissora.